Empréstimo Ou Financiamento, Qual A Melhor Opção Ao Comprar Seu Imóvel?

Realizar o sonho da casa própria fica muito mais fácil com uma ajuda financeira, e você pode contar com os financiamentos e empréstimos para adquirir o seu imóvel.

Para você conhecer mais sobre as duas modalidades a Companhia do Imóvel preparou o seguinte material. Assim você consegue avaliar qual a melhor opção para as suas necessidades!

Entendendo o empréstimo 

Esta modalidade financeira é uma linha de crédito cedida a qualquer consumidor interessado, sendo uma opção viável para conseguir investir em um novo imóvel.

Através de um empréstimo é possível retirar o capital que você precisa com muita facilidade, sendo desnecessário apresentar os motivos do saque para a instituição financeira.

Entendendo o financiamento 

Os financiamentos apresentam uma alternativa mais burocrática para conseguir crédito. Diferente do empréstimo, é exigida uma série de análises rigorosas pela instituição financeira. Além disso, a liberação do financiamento está inteiramente condicionada à utilização do capital retirado.

Vantagens do empréstimo

O principal benefício do empréstimo é a facilidade para sua contratação. A falta de exigência para solicitar a linha de crédito e o curto prazo de liberação também são outros pontos atrativos desta modalidade.

Vantagens do financiamento

Em razão dos altos valores praticados no financiamento, esta categoria de crédito apresenta taxas de juros baixas e prazos mais extensos para a quitação do contrato. Contudo, o interessado precisa passar por uma criteriosa análise de crédito, para comprovar sua capacidade financeira em função do imóvel pretendido.

Principais diferenças

Antes de contratar qualquer uma das modalidades acima, é fundamental entender o que as distingue. A finalidade, as taxas de juros e as consequências de inadimplência são alguns dos fatores que devem ser considerados para escolher a melhor opção de crédito.

  • Empréstimo: Não requer especificações de uso do capital, é de fácil aquisição e possui altas taxas de juros.
  • Financiamento: Precisa de análise de crédito para contratar o financiamento, bem como apresentar uma justificativa. Possui taxas menores e um prazo mais extenso para quitar o acordo.

É importante frisar que ambas as modalidades apresentam vantagens e desvantagens, sendo que sua situação específica irá definir qual a melhor opção.

Portanto, antes de comprar seu próximo imóvel converse com o gerente do seu banco. Ele poderá indicar qual o melhor caminho para você realizar o sonho da casa nova.

Gostou de conhecer mais sobre as linhas de crédito disponíveis? Então aproveite para acessar o site da Companhia do Imóvel e escolher sua nova morada!

Como Mudar De Casa Para Um Apartamento?

Todo mundo sabe o quão importante e cansativa uma mudança pode ser, ainda mais se você vai mudar de casa para apartamento, não é verdade?

Mas não precisa se preocupar, com as dicas que a Companhia do Imóvel separou para você a ida para o novo lar fica muito mais fácil!

Organize seus itens por cômodo

Antes de transportar tudo para o seu novo apartamento é preciso se organizar. Liste os itens que você precisa levar e os separe por ambiente. Assim você evita perdas na mudança, e consegue mobiliar sua nova residência com muito mais facilidade.

Tire as medidas do seu novo lar

Mesmo sabendo a metragem total do apartamento, você precisará medir os cômodos e os espaços disponíveis no imóvel. Só assim será possível saber ao certo o que pode ou não ser levado para sua nova morada.

Visite o apartamento com uma trena e tome anotações de todas as áreas, em especial à da cozinha, que deve receber fogão, geladeira e demais eletrodomésticos.

Faça uma limpeza geral 

A mudança é o momento ideal para se livrar daqueles objetos acumulados ao longo dos anos. Aproveite para separar móveis e itens que ainda podem ser utilizados e os doe para instituições de caridade ou conhecidos. Assim você diminui a carga a ser transportada e começa a nova fase da vida ainda mais leve.

Aproveite todo o espaço disponível

Para se adaptar ao espaço reduzido do apartamento, o importante é otimizar cada centímetro do seu novo lar.

Invista em objetos que conseguem abrigar itens no seu interior, como camas e bancos com compartimentos internos.

Mesas dobráveis de parede também podem ser uma ótima opção para aproveitar ao máximo o espaço na sua cozinha ou sala de jantar.

Agora que você já sabe como facilitar sua mudança, chegou a hora de encontrar o apartamento dos seus sonhos! Acesse o site da Companhia do Imóvel e encontre sua próxima morada.

5 Dicas Para Escolher Um Novo Apartamento

Encontrar um apartamento novo para morar é o sonho de muita gente, mas entre tantas opções no mercado, como escolher o seu novo lar?

Para te ajudar a já ir arrumando as malas a Companhia do Imóvel separou 5 dicas infalíveis. Confira na sequência!

1.Segurança em primeiro lugar

Antes de investir em um novo apartamento, é preciso conhecer a fundo o bairro em que se encontra o imóvel. Visite o local em diferentes horários e caminhe pela região, para observar a movimentação e o horário de funcionamento do comércio.

Leve em consideração o caminho que você e outros membros da família terão de fazer para entrar e sair do apartamento, indo em direção a escola, trabalho e outros locais. Assim você verifica a segurança do trajeto, e consegue visualizar sua futura rotina.

2.Conheça o comércio local

Viver perto de amenidades como farmácia, mercado e lojas é ideal, mas nem sempre a região oferece este tipo de comércio. Antes de adquirir seu apartamento, conheça os estabelecimentos próximos do imóvel e se atente às suas necessidades. O supermercado, por exemplo, pode estar longe do seu novo lar, porém bem perto do seu trabalho.

3.O investimento cabe no seu bolso?

Antes de comprar o imóvel é importante considerar seus meios de pagamento. Certifique-se que o financiamento não seja superior à 30% do seu rendimento mensal, para não comprometer orçamento.

Procure diferentes linhas de crédito e converse com o gerente do seu banco, para encontrar as melhores condições possíveis.

4.Quais os benefícios do condomínio?

Antes de fazer as malas, reflita se o lugar escolhido tem tudo para ser seu novo lar. Conheça os serviços oferecidos, como reciclagem de lixo, portaria 24h, garagem coberta e outros.

Além disso conheça a estrutura física do prédio, as áreas comuns e os espaços de lazer que o condomínio possui.

5.Conheça mais sobre a valorização da região 

Muitos imóveis valorizam rapidamente, dependendo da região em que foram construídos. Outros, porém, se valorizam lentamente ou até mesmo perdem valor no mercado imobiliário.

Por isso é muito importante conhecer o bairro em que o apartamento está situado. Assim você evita a desvalorização em uma futura transação, e ainda pode obter um lucro considerável.

Gostou das dicas que separamos para você? Então acesse o site da Companhia do Imóvel e encontre o apartamento perfeito para as suas necessidades!

Pets No Condomínio: Saiba Mais Sobre As Regras De Convivência

Pets são permitidos em qualquer condomínio, mas é preciso seguir algumas regras. Confira

A vida em condomínio pressupõe algumas regras que visam tornar a convivência o mais confortável possível para todos. Estas regras se aplicam aos espaços comuns e até mesmo ao que podemos ou não fazer dentro dos apartamentos.

Um dos pontos que mais geram dúvidas nesse relacionamento é a presença de animais de estimação. Se você tem dúvidas a respeito das regras gerais para animais de estimação dentro de condomínios, aqui está um pequeno guia com algumas informações importantes.

Posso Ter Um Pet Se Morar Em Condomínio?

A resposta é sim. Este é um direito garantido por lei – mais especificamente pelo artigo 1.228 do Código Civil. Cada condomínio tem suas próprias regras, mas uma proibição para animais de estimação normalmente acarreta em problemas e disputas judiciais. Isso inclui o porte dos animais:  o condomínio não pode proibir cães de determinados tamanhos, por exemplo.

Porém, a lei também estabelece o dever de não perturbar o sossego dos outros condôminos. Nesse sentido, cada condomínio estabelece regras para a boa convivência, como, por exemplo:

  • A obrigatoriedade do uso de coleiras ou focinheiras nas áreas comuns (isso é diferente de exigir que os cães ou gatos sejam obrigatoriamente levados no colo nas áreas comuns, o que pode ser considerado uma infração penal, já que acarretaria em constrangimento, algo proibido por lei);
  • Sempre recolher dejetos;
  • Manter os pets em silêncio, principalmente fora do apartamento, entre outros deveres que fazem parte do bom senso de uma boa convivência.

Tem Um Pet Incomodando Meu Sossego, O Que Eu Faço?

Se houver a chamada “perturbação do sossego” causada por um animal, o melhor caminho é sempre uma boa conversa para alertar o tutor a respeito do problema. Se não houver solução, o síndico pode ser acionado para que estabeleça uma multa, que pode ser progressiva e até mesmo ultrapassar o valor do condomínio.

Para saber mais sobre os assuntos relacionados a imóveis, moradia e convivência, fique ligado aqui no blog da Companhia do Imóvel!